INDICADORES DE SUPRIMENTOS: 7 DELES QUE VOCÊ NÃO PODE IGNORAR

  10/11/2016 - Por : -

A gestão da cadeia de suprimentos (supply chain) tem por objetivo gerenciar os fluxos de informação, bens, finanças e serviços e as relações entre as empresas para que os objetivos da organização sejam alcançados. Mas para ter eficiência é preciso utilizar os indicadores de suprimentos.

Eles ajudam a fazer a gestão estratégica da organização, avaliar e administrar o desempenho, bem como medir os resultados de acordo com o planejamento estratégico.

Isso significa que a adoção dos indicadores é fundamental para o negócio e seu bom desenvolvimento. Por isso, este post vai trazer 7 KPIs (Key Performance Indicators, ou indicadores-chave de performance) utilizados na gestão dos suprimentos. Vamos lá?

7 indicadores de suprimentos

1. Saving

Esse é um dos indicadores mais relevantes, porque ele mostra quanto a empresa conseguiu economizar. Isso é feito por meio da comparação do que foi orçado e o que foi comprado. Dessa forma, é possível saber quanto de lucro direto foi gerado e qual é a eficácia do setor.

É importante destacar que esse KPI também pode ser adaptado para os processos. Isso ocorre, por exemplo, quando determinado item é adquirido, mas iria ficar armazenado durante bastante tempo.

Mediante uma melhoria dos processos, os elementos foram entregues próximo do prazo de uso. Nesse caso, existe um saving de tempo e também de dinheiro, devido à redução de gastos com o armazenamento.

2. Lead time

Esse indicador avalia o tempo decorrido entre a solicitação de compra de materiais e o atendimento da demanda. Ou seja, o lead time mensura a eficiência da operação.

Vale a pena lembrar de que o objetivo do lead time não é a mensuração do tempo que passou desde que o pedido foi feito até que tenha sido entregue. Essa definição é um pouco restrita, porque pode dar a entender que um alto nível de estoque resolveria a situação, o que não é verdade.

Na verdade, o lead time foca no tempo que demora para que o produto atravesse todas as etapas da cadeia de suprimentos.

Quando o lead time é muito alto, a empresa precisa pensar em estratégias para simplificar as ações a fim de que o processo seja mais eficiente.

3. Evolução de preço

O KPI de suprimentos “Evolução de preço” compara as elevações e quedas dos preços durante o processo de compras. Por isso, o mais comum é avaliar preço anterior x preço atual.

A grande vantagem é poder usar esse indicador para economizar e identificar possíveis períodos de sazonalidade, quando determinados produtos têm preço mais alto. Assim, é possível se programar para obter o melhor valor possível.

4. Prazo médio de pagamento

Indica qual foi o prazo médio para que a sua empresa pague os fornecedores. O cálculo considera quando os pagamentos foram efetivamente realizados reduzindo da data de faturamento.

Esse indicador é bastante utilizado pelas empresas, tanto no fluxo de caixa quanto no clico financeiro, na necessidade de capital de giro etc.

5. Custo dos suprimentos

O objetivo desse KPI é apresentar qual foi o percentual dos custos dos suprimentos em relação às vendas da sua empresa.

Além disso, indica a porcentagem de venda aplicado nas compras. Esse cálculo é feito pela divisão do volume de compras pelo total de vendas.

O resultado aponta a necessidade de melhorias e redução de custos, para que o processo todo seja mais eficaz.

6. Entrega no prazo

Esse KPI deixa bem claro o que analisa: se os produtos foram entregues no prazo. Seu grande benefício é mostrar o nível de eficiência dos fornecedores.

A análise da entrega no prazo é importante porque sua empresa possui prazos a cumprir e não pode ficar com o estoque zerado durante longo período de tempo.

Por outro lado, não deve ser avaliado separadamente, porque a entrega no prazo deve ser aliada à qualidade e entrega correta dos pedidos efetuados.

7. Devoluções

Apresenta o percentual de devoluções de produtos, comparando com o total de vendas realizado. Permite identificar se as compras estão sendo feitas corretamente ou se é necessário ajustar alguns procedimentos.

Todos esses 7 indicadores de suprimentos vão trazer mais eficiência e eficácia para a gestão de supply chain do seu negócio. E você, já aplica todos esses KPIs ou ainda tem alguma dúvida? Compartilhe conosco deixando seu comentário!

Avalie esse Post

INDICADORES DE SUPRIMENTOS: 7 DELES QUE VOCÊ NÃO PODE IGNORAR
4.7 (93.71%) 35 votes