MÉTODO UEPS: QUAL A VANTAGEM PARA SUA EMPRESA?

  17/04/2017 - Por : -

As técnicas de avaliação de estoque são fundamentais para saber gerenciar os produtos armazenados.

Com elas é possível evitar roubos, desvios e peras de mercadorias; entender as demandas de reposição, identificar itens sem giro etc.

O método UEPS é uma das formas de fazer isso.

Também conhecido por Last In First Out (LIFO), essa metodologia pode ser utilizada apenas para a gestão de estoque, já que não é permitida pela legislação fiscal.

Então, quais suas vantagens?

É o que vamos mostrar a seguir. Acompanhe!

Método UEPS: o que é?

A metodologia Último a Entrar, Primeiro a Sair é parecido com o PEPS (Primeiro que Entra, Primeiro que Sai).

Nesse caso, porém, ocorre o processo inverso, já que o custo do último lote comprado é utilizado para o custeio das vendas.

Isso significa que o valor mais recente é o válido, porque o que repercute são os últimos gastos com a reposição de produtos.

O custo da mercadoria é, portanto, empilhado.

O que está no topo é o mais atual e é o primeiro a sair.

Por exemplo: há 3 entradas de mercadorias no seu estoque.

A primeira é de 20 itens a R$ 15 cada, a segunda de 30 unidades a R$ 14 e a terceira com 10 exemplares a R$ 17.

Ou seja, o primeiro lote que sai é o de 10 produtos pelo valor de R$ 17.

Nesse método, o custo das mercadorias comercializadas reflete o valor dos elementos comprados recentemente.

O total armazenado em estoque é calculado de acordo com o preço mais recente, que tende a ser mais alto.

Essa situação gera uma supervalorização dos produtos e, como consequência, um crédito positivo no fim do exercício.

Quando utilizar o método UEPS?

Esse método pode ser utilizado para fins gerenciais, mas não é válido para questões fiscais. Isso ocorre pela supervalorização dos produtos e geração de créditos positivos, citadas anteriormente.

Afinal de contas, se fosse utilizado o UEPS permitiria reduzir o resultado passível de tributação.

Ele é amplamente adotado, mas tem como desvantagem o fato de o custo de reposição de produtos usados não ser utilizado imediatamente.

Além disso, nem todos os segmentos de negócio podem optar pelo UEPS, mesmo que seja apenas para finalidades gerenciais.

Esse impedimento é válido para empresas que trabalham com produtos perecíveis, já que essa metodologia faria as mercadorias terem sua data de vencimento expirada.

Outra questão que deve ser analisada é o fato de nem sempre o lote mais atual ser usado.

Isso ocorre nos casos em que o montante de mercadorias ainda não foi finalizado, mas houve a aquisição de mais unidades.

Nesse caso interrompe-se o grupo que já estava em andamento e começa-se a usar o mais novo.

Por isso o UEPS exige o monitoramento de diferentes lotes, que muitas vezes têm custo gasto somente parcialmente.

Empresas que fazem diversas aquisições devem evitar esse método por ele não ser muito viável.

Quais são as vantagens dessa metodologia?

No Brasil, o UEPS é válido somente para o controle interno.

Para as questões fiscais a empresa deve apresentar a diferença para tributação.

Essa exigência é necessária porque a contabilidade diferencia o mercado em que os produtos são comprados pela empresa daquele em que ela vende as mercadorias.

Ou seja, a tradicional estrutura contábil usa a análise dos ativos de acordo com o valor nominal de compra.

Em países que permitem a adoção desse método (como Estados Unidos, México e Alemanha), ele possibilita ter mais precisão nas estimativas, maior adequação aos setores que dependem de processos produtivos e integração simplificada das projeções de lucratividade.

Outra vantagem é o fato de permitir um ajuste eficiente e rápido no processo produtivo e nos valores exigidos do consumidor, enquanto o lucro alcançado em determinadas operações é menor.

O UEPS também possibilita a comparação entre custos e receita correntes.

Os estoques podem ser analisados de acordo com as aquisições mais antigas, o que reforça sua importância para as finalidades gerenciais.

Como você pôde perceber, o método UEPS é válido, mas exige alguns cuidados e retrabalho para situações contábeis.

Se você gostou deste post, aproveite e compartilhe-o nas suas redes sociais!

Avalie esse Post

MÉTODO UEPS: QUAL A VANTAGEM PARA SUA EMPRESA?
4.6 (92.86%) 28 votes