Sobre Fabio Hoinaski

Fabio Hoinaski é fundador e CEO da IBID e-Procurement.
Nos últimos anos vem trabalhando na criação de um sistema de compras (SRM) que hoje atende vários clientes ajudando a otimizar seu processos de compra.
Alguns deles são Claro, Bridgestone, Medabil, Kepler Weber, Usina Batatais, Medabil, TecSis e muitos outros.
Fabio Hoinaski trabalha na área de desenvolvimento de software desde 2000, participando de inúmeros projetos em diferentes mercados.
Você pode acompanha-lo no seu blog blog.ibid.com.br, conectar-se a ele no Linkedin br.linkedin.com/in/hoinaski/

  • Carlos Araujo

    Parabéns Fábio pelas observações. Eu completaria ainda como a 11º passo “o feedback” dos resultados aos responsáveis por compras (citados no Diagnóstico – passo 1). Acho que seria importante este retorno que, com certeza, seguindo estes passos, terão excelência.

     
  • Fabio Hoinaski

    Olá Carlos, fico feliz que tenha gostado do artigo.
    Obrigado pela dica já está anotada.

     
  • JAIRO SANTOS MOURA

    Bom dia
    Fabio
    Excelente o ponto em que os fornecedores devem estar alinhados, listados e cadastrados e com o CNPJ em dia. Todo o processo de compra deve ser feito de forma justa e honesta, assim qualquer empresa têm garantia e credibilidade.

    Sucesso !

     
    • Fábio Hoinaski

      Olá Jairo,

      O ponto de manter a documentação do fornecedor em dia é muito importante, mais por conta da dificuldade pouco aplicado.
      Monitoramos 300 mil CNPJs e notamos que 5% alteram algum dado em um período de 3 meses.
      E tem empresa que fica com o cadastro do fornecedor desde quando começou a comprar dele.

      Abraço,
      Fabio Hoianski

       
      • jorge henrique

        Fábio,
        Hoje em dia os processos informatizados ajuda no controle dos dados, haja vista que, quando a empresa possui um sistema de gerenciamento de processos internos, o próprio sistema não aceita ou avisa a divergência, resultando assim na alteração do cadastro pelo setor responsável.
        Fora isso, somente atualizando os dados manualmente.
        Parabéns pelo post.

         
        • Fábio Hoinaski

          Olá Jorge,
          Hoje em dia com a tecnologia disponível, não tem porque ficar fazendo controle de dados manualmente.
          Um exemplo de processo que pode e deve ser automatizado é a conferencia e controle da documentação dos fornecedores.

          Abraço,
          Fabio Hoinaski