GESTÃO DE SUPRIMENTOS : 11 COISAS QUE VOCÊ ESTÁ ESQUECENDO

  13/10/2016 - Por : -

Sem dúvidas, uma boa gestão de suprimentos é fundamental para que toda empresa consiga tornar-se cada vez mais competitiva em seus mercados.

Contudo, existem alguns pontos que muitos gestores acabam se esquecendo ou até mesmo deixam de lado por classificarem como irrelevantes.

E pensando neste assunto, separamos a seguir 11 coisas que você pode estar se esquecendo na gestão de suprimentos da sua empresa que podem ter um grande impacto em seus resultados.

Confira!

1. Fazer a análise de relevância

Identificar os produtos com maior relevância na região de cada planta é fundamental para realizar compras de acordo com o consumo.

Isto significa que um produto/matéria-prima pode ser utilizado em muitas unidades, contudo, nem sempre todas as plantas da rede pode necessariamente ter alta demanda a ponto de ser necessário redobrar o estoque.

Portanto, jamais se esqueça de analisar as necessidades de cada região para evitar desperdícios com reposições de estoque desnecessárias.

2. Otimizar a logística

Muitas vezes, não possuir uma boa logística pode trazer gastos desnecessários para a sua empresa.

Desta forma, busque sempre analisar como está ocorrendo a distribuição dos produtos, assim, será possível encontrar maneiras de otimizar certas atividades que resultarão em mais agilidade e até mesmo economia financeira.

3. Simplificar a gestão com ferramentas adequadas

Quanto mais simples for os processos da sua gestão de suprimentos, mais fáceis eles serão executados e menores serão as chances de erros.

Neste caso, optar por um único software de gestão para a cadeia de suprimentos é fundamental para eliminar planilhas de Excel e demais sistemas que possam estar comprometendo o desempenho das suas atividades.

4. Documentar procedimentos

Para que tudo seja aplicado de maneira eficiente, é importante que sua cadeia de fornecimento siga um padrão na execução dos processos.

E para isto, é importante adotar o uso de procedimentos para que todos os colaboradores possam executar determinada tarefa, mantendo sempre a mesma qualidade.

O uso de procedimentos também poderá ser importante em casos de ter uma equipe desfalcada, sendo necessário alocar um funcionário de outro setor.

Portanto, procure avaliar as atividades mais críticas do setor que não podem sofrer interrupções e busque documenta-las através de procedimentos que farão com que qualquer colaborador consiga executa-las.

5. Organizar processos

Ter processos bem definidos em todas as atividades permitirá uma melhor gestão de todas as etapas que fazem parte da cadeia de suprimentos.

Portanto, se você está deixando de lado a organização dos processos, vale a pena começar a fazê-lo.

Uma boa opção para auxiliar nesta tarefa é contar com um software de gestão.

6. Manter um bom relacionamento com seus fornecedores

O relacionamento com seus fornecedores deve ser bom e saudável para que ambos se beneficiem com a parceria.

Manter um bom relacionamento poderá trazer grandes vantagens para a sua empresa como, formas facilitadas de pagamentos, produtos de qualidade, entregas dentro do prazo, entre outros.

Deste modo, se sua empresa anda deixando de lado este quesito, vale a pena começar a inseri-lo em suas atividades diárias.

7. Fazer previsões da demanda

Não ter uma boa previsão da demanda é um erro que pode acabar comprometendo o seu negócio e o bom funcionamento de toda a cadeia de suprimentos.

Neste caso, uma das melhores formas de prever a demanda é analisar o histórico de consumo da empresa, a fim de obter um comparativo de crescimento dos períodos anteriores.

Além disso, outros fatores como flutuações do mercado e imprevistos, devem ser levados em consideração na hora de realizar as previsões de demanda.

8. Integrar as áreas e processos

Um dos principais fatores para uma boa gestão da cadeia de suprimentos que sua empresa pode estar esquecendo, é que a interligação de todas as partes que compõe o processo produtivo é fundamental para o sucesso do negócio.

O alinhamento entre as áreas e os processos poderá garantir que na etapa final os produtos/serviços sejam entregues dentro do prazo e de acordo com as exigências de seus clientes.

9. Utilizar um software de gestão

Para auxiliar na gestão de suprimentos é essencial que sua empresa conte com um software que irá trazer maior eficiência e agilidade para os processos.

Além disso, um software de gestão permite minimizar possíveis falhas humanas e situações inesperadas.

10. Avaliar periodicamente seus fornecedores

A avaliação periódica dos fornecedores é um processo fundamental para garantir a consistência da cadeia de fornecimento, afinal, a qualidade do fornecimento de produtos/serviços de seus fornecedores irá refletir diretamente na qualidade do produto final da sua empresa.

Portanto, vale a pena priorizar sempre este quesito e jamais deixar que ele caia no esquecimento

Em nosso blog você poderá conferir artigos que abordam alguns pontos sobre as avaliações de fornecedores.

11. Ter um segundo plano à mão

Por melhor que seja a sua gestão e por mais rigorosas que sejam suas decisões, problemas e imprevistos podem acontecer.

Deste modo, é importante que você tenha sempre um segundo plano para sua cadeia de fornecimento.

O contato de outros fornecedores ou até mesmo uma alternativa de material que possa ser utilizado, são somente alguns exemplos de plano B para evitar que seu processo de produção seja prejudicado.

Portanto, jamais se esqueça se criar um segundo plano.

Pronto! Agora você já tem 11 lembretes importantes para adicionar em sua lista e tornar sua gestão de suprimentos ainda mais eficaz.

Quer conhecer mais dicas sobre gestão de suprimentos?

Continue acompanhando o blog da IBID.

Avalie esse Post

GESTÃO DE SUPRIMENTOS : 11 COISAS QUE VOCÊ ESTÁ ESQUECENDO
4.5 (89.57%) 23 votes